Da leveza


Fernand Fonssagrives

Os teus beijos, e o modo como te enrolas nos meus braços e em meu redor, deliciosamente dentro e fora, indissociavelmente, como fio emaranhado; forte abraço e beijo longo, a felicidade nítida. Insaciavelmente apaixonado. Amar assim sendo assim amado, ávido pelos nossos dias.

Aninhas-te perto, e manténs os meus dedos no teu peito; deito-me e sonho acordado, sinto o compasso e o calor do bater do coração, a sintonia com o meu sangue.

Comentários

Maria disse…
o nosso amor faz-se de coisas destas
é o amor do amor o amor no amor
é o amor do corpo pelo corpo
do teu corpo pelo meu e do meu pelo teu corpo
no amor

vivo de ti
vives em mim

[A. Gancho]

Assim mesmo e ainda mais.
Tudo,
Damien disse…
Seu peito como um fogo de duas chamas
ardía em duas regiões levantado,
e num duplo rio chegava a seus pés,
grandes e claros.

Um clima de ouro madrugava apenas
as diurnas longitudes do seu corpo
enchendo-o de frutas extendidas
e oculto fogo.

[Pablo Neruda]

E mais ainda.
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Lua em branco