Espera II



A Terra, com os seus milhares de vozes, falava de ti. Ventos doces e folhas que sussurram; escorre a luz solar, o dourado cintillante e o seu respirar balsâmico. Os teus olhos abertos com as águas pluviais e a sorrir perante o céu chuvoso de azual suave, com toda a beleza que neles derrete. O amanhecer e o anoitecer terminam na tua face.

Comentários

Maria disse…
"podes vir e sentar-te a falar com as pálpebras
pôr a mão sob o rosto e encher-te de luz

porque o amor meu amor é este equilíbrio..."

[E. Gonçalves]

Beijo-te,
Damien disse…
São tuas as pálpebras
dos meus dias

[M.T. Horta]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo