Abismos opostos



A luz suave dos seus olhos e a água salgada no rosto, trazendo vida e beleza onde antes havia desolação. E lá estava ele, ao seu lado. Perdeu-se nos seus olhos enquanto ele se colocava entre mãos. "Leva-me," ela começou a chorar, mas um toque nos lábios sufocou o grito na garganta.

"Colocaram-nos em lados opostos de um abismo."

Comentários

Maria disse…
"Nas montanhas, avança lentamente. Se tiveres de rastejar, rasteja.
Majestosas ao longe, insignificantes ao perto para quem as veja,

as montanhas são a forma que uma superfície posta ao alto tem e o carreiro sinuoso que parece horizontal e se sustém é de facto vertical.

Deitado na montanha, estás de pé; de pé, estás deitado.

O que prova que hás-de cair para seres livre. Assim do medo se triunfa, e da vertigem do abismo e da embriaguês dos cumes."

Iosif Brodskii

Liberdade só conheço esta, contigo.
Beijo-te,
Damien disse…
Terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo

Mal de te amar neste lugar de imperfeição
Onde tudo nos quebra e emudece
Onde tudo nos mente e nos separa

[Sophia da Mello Breyner]

Mas amo-te. E o terror rendeu-se à evidência de que nem tudo no mundo é igual.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro