Tempo


Sazonova Ksenia

O tempo parou enquanto ela observava. O dourado foi arranhado, marcas de dor na sua vida. Desaparece cada uma delas sob a sua atenção, cada parte amolgada puxada e esticada de novo, cada arranhão polido.

Tempo, ele parecia ter tempo sem fim, enquanto ele se concentrava em cada falha, uma a uma, as lágrimas à medida que compreendia o significado de cada dor, depois apagava-a com as suas próprias mãos.

Comentários

Maria disse…
O tempo está bom gritemos com mais força
Para que os sonhadores durmam melhor
Envoltos em palavras
Que põem o bom tempo nos meus olhos

Paul Eluard

Assim, contigo.
Beijo-te,
Damien disse…
Nunca são as coisas mais simples que aparecem
quando as esperamos. O que é mais simples,
como o amor, ou o mais evidente dos sorrisos, não se
encontra no curso previsível da vida. Porém, se
nos distraímos do calendário, ou se o acaso dos passos
nos empurrou para fora do caminho habitual,
então as coisas são outras. Nada do que se espera
transforma o que somos se não for isso:
um desvio no olhar; ou a mão que se demora
no teu ombro, forçando uma aproximação
dos lábios.

[Nuno Júdice]

Assim, as nossas coisas.
Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro