Reivindicação


Cao Fei

Houve um momento em que as bandeiras voaram para dividir o caminho e levar-me de ti. Mas existe um mundo onde os caminhos não têm nome, em que somos um mesmo, esperei e reclamei-te nesse mundo em toda a parte escondido. Lá fui exigir o teu cabelo, os teus lábios, mãos, braços, as pontas dos dedos. Exigi os teus olhos, o teu constant olhar, o teu tudo, o teu em toda a parte.

Sinto-te agora à distância. Conheço-te. Irei falar contigo sem palavras. Dançarei contigo sem ti. E mesmo sem os teus braços, mesmo sem os teus lábios, o abraço, o beijo, tu, lembra-te.

Comentários

Maria disse…
Lembra-te,

"amo-te e digo-te amo-te e quero-te para além da morte na vida
estou sempre à tua espera para te amar e dizer tu és o meu nome o meu fim" António Gancho in, O Ar da Manhã

Beijo-te,
Damien disse…
"O bom é que a verdade chega a nós
como um sentido secreto das coisas.
Nós terminamos adivinhando, confusos,
a perfeição."

[Clarice Lispector]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro