Barbara, Christian Petzold | 2012



As ruas estão manchadas com o sangue da nossa própria negação; policiamos a nossa mentalidade. Somos mestres da nossa escravidão, abusamos de nós mesmo impiedosamente. 
As ruas são prisões que fazemos, dizendo ser por amor a filhos por nascer. Somos polícias com mentalidade de escravos.

Sai. Há um mundo melhor noutro lugar, longe destas ruas machadas com o sangue da nossa negação.

Comentários

Maria disse…
"creio na imortalidade: não na imortalidade pessoal, mas na imortalidade cósmica. Continuaremos a ser imortais; para além da nossa morte corporal fica a nossa memória, ficam os nossos actos, as nossas obras, as nossas atitudes, toda essa maravilhosa parte da história universal, ainda que o não saibamos..."

Jorge Luís Borges

Beijo-te,
El Gato disse…
"I myself but write one or two indicative words for the future,
I but advance a moment only to wheel and hurry back in the darkness."

[Walt Whitman]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo