Besta



Sua besta. Sua grande e feia besta. Caminho sobre as tuas costas disformes. Expiras e sou atirado ao ar como uma pena. Inspiras e sou sugado para o teu interior. Tens alguma ideia de quão frustrante isso é? Bem, talvez gostes de saber: eu não sou sempre deste tamanho. Por vezes sou bem maior. Surpreendido? B o a . Sim, estive em mim algumas vezes e isso expandiu-me. Quando estou completamente esticado cabe em mim um mundo inteiro. Fixe, não? Todas as pessoas são assim. Aposto que não sabias.

Não sei bem o que fazer contigo, besta. Não sei se te deva matar. Ou amar-te (és parte de mim, apesar de tudo). Ou apenas diminuir-te. Estou certo que saberei. Não me subestimes, Besta. Ainda tenho uns truques na manga. E parece-me que não és a única coisa a crescer dentro de mim.

Comentários

MJ disse…
Há Homens com quem se pode aprender a ver aquilo que dentro de nós existe e não sabíamos... ...
Damien disse…
Sim, preciso encontrar esse Homem para me ensinar as entranhas. Não estará lá dentro, à minha espera?

Há Mulheres que nos fazem mergulhar: uma imersão no eu mais profundo. Aí encontramos o "nós", outro planeta.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro