direcção ausente



Ela segue as direcções por debaixo dos quadrados com fotografias de uma mulher. Ela deita-se, aquece os dedos. Não consegue deixar de pensar no que a sua mãe disse acerca do toque.

Não farias isso. O que farias num apartamento vazio? Trepavas as paredes? Roçavas-te na mobília? Nada aqui parece ter mudado, e contudo nada mudou. Nada foi movido, mas há mais espaço. E à noite a luz não está ligada.

Ouves passos nas escadas, mas não são os mesmos. Nem a mão que coloca um peixe no prato. Algo aqui não está a começar à hora do costume. Algo aqui não está a acontecer como devia. Alguém esteve a aqui, desapareceu subitamente e agora está teimosamente ausente.

Comentários

MJ disse…
Katya – Sometimes, even if you have the keys those doors still can't be opened. Can they?
Jeremy – Even if the door is open, the person you're looking for may not be there, Katya.

A Ausência desincorpora... e vai construindo Distâncias e revelando outros Caminhos.

Abraço-te,
Damien disse…
Nem sempre o corpo pode estar presente. O que não significa que deseje construir distâncias.

Abraço-te,
MJ disse…
Sim, é verdade porque o essencial é Ser, Estar e Construir-se em algum lugar.
Aqui vai mais um pedaço do My Blueberry Nights‏ nas palavras do realizador a propósito das distâncias, ausências, caminhos e reencontros:

«Por vezes a distância entre duas pessoas pode ser curta e a distância emocional medir-se em quilómetros». Wong Kar-Wai

Abraço-te, outra vez!
Damien disse…
"Love is all a matter of timing.
It's no good meeting the right person too soon or too late.
If I'd live in another time or place...
...my story might have had a very different ending."
(2046)

Abraço-te, outra vez!
MJ disse…
- So where do you want to go?
- Wherever you want to take me.
in, Chungking Express

A milímetros de ti,
Damien disse…
vejo-te, e ouço a tua voz,a milímetros de mim, consigo sentir-te agora no sangue, aqui
MJ disse…
Como podemos esperar?
As mãos. Uma palavra. O olhar cúmplice. O prazer de sentir chegar, tudo.

Abraço-te, milimetricamente!

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro