Ano novo



Bendito seja este novo ano, aquele dia, a estação, o lugar, o mês, a hora e o país em que reencontrei o teu olhar. Bendita entrega que me habita, as palavras, o meu nome na tua boca; e as minhas ânsias, os meus silêncios, as letras escritas e, por fim, o meu pensamento, que a partilha torna vivo.

Comentários

Maria disse…
Quanto de ti, Amor...

Quanto de ti, amor, me possuiu no abraço
em que de penetrar-te me senti perdido
no ter-te para sempre -
Quanto de ter-te me possui em tudo
o que eu deseje ou veja não pensando em ti
no abraço a que me entrego -

Quanto sentir-te e me sentires não foi
senão o encontro eterno que nenhuma imagem
jamais separará -

Oh Meu Amor, De Ti, Por Ti, e Para Ti,
recebo gratamente como se recebe
não a morte ou a vida, mas a Descoberta
de nada haver onde um de Nós não esteja.

[Jorge de Sena]

Hoje, mais do que nunca, Tudo.
Contigo,
Damien disse…
Benvindo(a) ao Antimatter, Lateral Larynx.

Agradeço a visita e o elogio.
Damien disse…
Se receoso se turba na alta noite
teu peito em flor,
ao sentires um hálito em teus lábios,
abrasador,
lembra-te que invisível ao teu lado
respiro eu.

(G.A. Bécquer)

Sim Maria, ao teu lado.
Contigo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro