Passagem



Pudesse eu dormir, como dorme uma criança; sorrir ao sonho, e sonhar contigo e sentir o sonho, e fundir-me, pouco a pouco, num outro maior. E passar pela vida de olhos bem abertos sobre um mundo interior, atento apenas ao ritmo do meu próprio coração...

E passar pela vida, ser quem se evapora ao sol e perder-me uma noite, como morre uma estrela que ardeu milhares de anos sem ninguém a ter visto.

Comentários

Maria disse…
Devias estar aqui rente aos meus lábios
para dividir Contigo esta amargura
dos meus dias partidos um a um...

[Eugénio de Andrade]

Tudo...
Contigo.
Damien disse…
Tem o amor a arte de tornar eterno
aquele que por amor tem de morrer
e até de morrer jovem amiúde pois os deuses amam
aquele que perece em plena juventude
e assim se fixa petrifica e permanece

[Ruy Belo]

Tudo, contigo.
Maria disse…
E tudo se passava numa outra vida
e havia para as coisas sempre uma saída
Quando foi isso? Eu próprio não o sei dizer

Só sei que tinha o poder de uma criança
entre as coisas e mim havia vizinhança
e tudo era possível era só querer
[Ruy Belo]

Atenta ao nosso ritmo...
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro