Ausência



A tua ausência é parte do meu olhar, nas minhas mãos a distância das tuas. Uma rua em forma de abraço ao anoitecer, onde regressarei, enquanto o tempo passa entre um bater de coração e um movimento da noite. A tua ausência aparece lentamente no meu sorriso, é hora de acender certas luzes e caminhar em direcção a casa.

Comentários

Maria disse…
Quando estão nos braços um do outro, os amantes exercem capacidade humana de escolha, a liberdade existencial, como nenhum outro acto... Podem existir coerções mas no coração da sexualidade adulta exulta a liberdade. Reivindica, frente às servidões da vida quotidiana, um espaço inviolado de possibilidade.

Quando é vivido livremente, o amor e a sua consumação sexual emancipam o espírito humano e fazem-no regressar ao seu enigma natal, o enigma do corpo humano, do peso determinante ainda que enigmático do corpo na sua realização. Nenhuma outra ordem de fenómenos a que tenhamos acesso pode medir-se com esta libertação ou superá-la.

Falemos o Amor fazendo-O, ao mesmo tempo interior e exteriormente.

[G.Steiner]

Amo-te, assim e assim.
E tudo, mais ainda.
Contigo,
Damien disse…
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

[Alexandre O'Neill]

...-te, tudo, mais ainda.
Contigo,
Damien disse…
Amo-te, assim, sabes?
Maria disse…
E eu amo-te muito, aqui, sabes?...
Sim, aqui mesmo.

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo