Aprender



Aprender outra vez a falar. Aos quase quarenta anos, aprender não um novo idioma, mas aprender de novo a falar. Deixar cair preconceitos, ainda que não nos caia nada. Ler outra vez alguns livros, não importa se os lemos ou nunca os lemos. Escutar as pessoas sem dar conselhos, sobretudo as que nada têm a ensinar-nos. Não reconhecer nunca a angústia como um meio para a realização. Combater a morte sem proclamar o combate. Em duas palavras: amar e viver.

Comentários

Maria disse…
Anelar como nunca anelei: dias virão em que serei avó dos teus netos.

io in, amor e outros desastres

Amo-te.

Tudo,
Damien disse…
Estremeço ao dizer o teu nome.
Amo-te é nome próprio.
io disse…
Ah meu querido Damien, prego a fundo nessas duas belíssimas conjugações: amar e viver!

tenho uma pena danada de nos ver ter a jantar comigo, amanhã à noite. Espero que em breve o consigamos!
Damien disse…
Querida Io,

Sim, amar e viver, alimentam-se uma da outra.
Em breve, a uma mesma mesa, a conjugar todas as formas dos verbos.

Um bom jantar!
Beijos repenicados,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo