Aqueles que tudo são



Liberto-me do movimento circular da minha mente e suspendo-me livre do silêncio. Criatura além do tempo e da morte, da minha própria eternidade, vejo o centro. Escapou-me e o pequeno ego está morto. Saí do universo em que acreditei, cresci sem nome nem medida.

Cala-se a mente na luz e deleita-se no compasso de um sereno bater de coração. O meu sentir enlaçado pelo toque, os sons, a visão; o meu corpo é um ponto entre brancos infinitos. Contigo, sou prazer puro. Contigo, um: somos aqueles que tudo são.

Comentários

Maria disse…
Tudo se faz em silêncio. Como
a luz se faz dentro dos olhos.
O Amor une os corpos.
Em silêncio vão-se enchendo um ao outro.

Qualquer dia acordam sobre braços;
pensam então que sabem tudo...

[J.Sabines]

Vêem-se nus e sabem Tudo.

Sou e sei.
Contigo,
Damien disse…
O tempo nos aproxima
cada vez mais, nos reduz
a um só verso e uma rima
de mãos e olhos, na luz.

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.

[Carlos Drummond de Andrade]

O nosso tempo.
Sou, contigo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro