Amanhecer #3



Espreitava-a, como um voyeur adolescente. Fechei os olhos com força. Coloquei-me assim, e beijei-a aqui, e acariciei-a ali, e também assim, e, à medida que tudo se sentia, e a via despida, encandeado pelo brilho do seu sexo profundo, negro, vertical, a dar-me conta de que esse peito magnífico, essa pele escura e brilhante, essas pernas que me entrelaçavam, se me destinavam, percebi a dimensão da minha fortuna. Fechei os olhos, amanhecemos.

Comentários

Maria disse…
E a vida brota da semente,
dos poucos segundos de êxtase.
Tuas mãos como um brinquedo
passeiam pelo meu corpo.
Não revelam segredos
desvendam apenas o pudor do mundo,
descobrem a febre dos animais.

Então nos tornamos um
ao mesmo tempo em que
a escuridão explode em festa.

A noite amanhece...

[C. Marczak]

Afortunada.
Contigo,
Damien disse…
Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços ...
__São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o Infinito.

[F. Espanca]

Meu êxtase.
Contigo,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Lua em branco