A segunda lua



Que o sol te atrai, que a terra também, que recebes a luz solar e a reflectes, estas não são explicações; não nos diz porque brilha o sol, porque à sua volta gira a lua à volta da terra; porque há uma luz que tem sombras, porque há o opaco e o traslúcido.

Comentários

Maria disse…
"a poesia é a minha explicação com o universo, a minha convivência com as coisas, a minha participação no real, o meu encontro com as vozes e as imagens. Por isso o poema fala não de uma vida ideal mas sim de uma vida concreta: ângulo da janela, ressonância das ruas, das cidades e dos quartos, sombra dos muros, aparição dos rostos, silêncio, distância e brilho das estrelas, respiração da noite, perfume da tília do orégão."

[Sophia M.B.A.]

porque os [nossos] dias foram [são] densos, tensos como arcos, exactamente vividos.

Tudo, contigo.
Damien disse…
Tudo o mais se pode tresmalhar
Porque tu és o meio da manhã
O ponto mais alto da luz
Em explosão

[Daniel Faria]

Tudo, contigo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro