Assim somos



Vives sempre nos teus actos. Tocas o mundo com a ponta dos teus dedos, arrancas-lhe o amanhecer, cores, a felicidade: é a tua música. A vida é o que tu tocas.
Dos teus olhos, apenas deles, sai a luz que te indica os passos. Andas pelo que vês. E pelo que sentes, dizes tu. Eu sorrio e concordo. Sim, somos assim.

Comentários

Maria disse…
«estás dentro de algo que está dentro de todas as coisas, a minha voz nomeia-te para descrever a beleza.»

[J.L.Peixoto]

E também eu sorrio e concordo...
Tudo, muito.
Damien disse…
A boca,

onde o fogo
de um verão
muito antigo

cintila,

a boca espera

(que pode uma boca
esperar
senão outra boca?)

espera o ardor
do vento
para ser ave,

e cantar.

[E. de Andrade]

A tua boca, essa que sorri.
Tudo, imenso.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro