Deixa


D.Birkin & E.Fornieles

Deixa, deixa que te espreite, ruborizado o rosto, deixa que espreite ao fundo do corpo onde moro e pretendo viver para sempre.
Quero amor ou a morte, quero viver tudo, quero ser tu, o teu sangue que irrigando os belos membros extremos sente assim os limites da vida.

Comentários

Maria disse…
A curva dos teus olhos dá a volta ao meu peito. É uma dança de roda e de doçura.
...
O mundo inteiro depende dos teus olhos
E todo o meu sangue corre no teu olhar.

[P.Eluard]

Assim, tudo.
Contigo,
Damien disse…
Conheço o sal do leite que bebemos
quando das bocas se estreitavam lábios
e o coração no sexo palpitava.

[J.de Sena]

Conheço-te.
E reconheço-me em ti.

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Do meu universo