E se?


Alexander Rodchenko

E se uma dúvida te faz sinais a dez mil quilómetros, deixas tudo, lanças-te e estás já lá; com os beijos, com os dentes a arrancas: já não é dúvida. Tu nunca podes duvidar e nunca te enganáste mais que uma vez.

Apareceu uma sombra e quiseste-a abraçar. Era eu.

Comentários

Maria disse…
o teu rosto à minha espera, o teu rosto
a sorrir para os meus olhos, existe um
trovão de céu sobre a montanha.

as tuas mãos são finas e claras, vês-me
sorrir, brisas incendeiam o mundo,
respiro a luz sobre as folhas da olaia.

entro nos corredores de outubro para
encontrar um abraço nos teus olhos,
este dia será sempre hoje na memória.

hoje compreendo os rios. a idade das
rochas diz-me palavras profundas,
hoje tenho o teu rosto dentro de mim.

[J.L.Peixoto]

Sim, és.
Tudo,
Damien disse…
Devias estar aqui rente aos meus lábios
para dividir contigo esta amargura
dos meus dias partidos um a um

- Eu vi a terra limpa no teu rosto,
Só no teu rosto e nunca em mais nenhum

[E.de Andrade]

Sim, estás.
Em tudo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro