Eu, quem te quer



Eu esperava suspenso o abraço; um abraço de quatro braços vestido de febre, um voo. E podem ser os braços quatro raízes de dois novos seres. E esperava suspenso o abraço…

Comentários

Maria disse…
A idade que escrevo
escreve-se
num braço fincado em ti, uma veia
dentro
da tua árvore.

A tua boca como um buraco luminoso,
arterial.

E o grande lugar anatómico em que pulsas como um lençol lavrado.

E eu escrevo-te
toda

[Herberto Helder]

E abraças-me com força, e adormecemos assim...
Damien disse…
Funde-se a minha cabeça entre os teus seios. Tento adivinhar o que estás a sentir, quando os nossos joelhos nos apertam, quando nos tornamos líquidos.

E abraço-te com força, e adormecemos assim...

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro