Lentidão



Lento, mas seguro, vem ele. Quase podemos sentir a sua respiração, e as flores da terra cedem as suas vidas sob o seu calcanhar gelado. Baixou a cabeça e as folhas cairam mais rápido.

Molda-se uma nuvem, a brisa é fria a afiada. Fevereiro, encurta o teu reinado e leva-te embora; se o Inverno deve morrer, que ganhe balanço o alegre Verão.

Comentários

Maria disse…
Escuta a palpitação do espaço
são os passos da estação do cio
sobre as brasas do ano

[O. Paz]

Também assim...
Contigo,
Damien disse…
Só por dentro de ti há corredores
e em quartos interiores o cheiro a fruta
que veste de frescura a escuridão...

Só por dentro de ti rebentam flores.
Só por dentro de ti a noite escuta
o que me sai, sem voz, do coração.

[D.Mourão-Ferreira]

És quem procuro.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro