O ensaio dos sonhadores



Devem as estrelas mais brilhantes ascender de um mar agitado? Devem passar os anos em triste incerteza, deixando-nos na dúvida de quem são os golpes que conquistam, as vitórias são nossas ou do destino? O Tempo irá revelar todos os significados interiores, mas eles nunca saberão o seu significado. Nosso e desperdiçado com saudade, quebrado em agonia, a agonia de sonhos fantásticos; esforçam-se para manter a sua dimensão, e ensaiam para ser a coisa sonhada. Subitamente lhes falta a visão interior, a sua vida real cresce sombria e cinzenta e a hora segue hora, inerte.

Comentários

Maria disse…
o meu amado apagou o candeeiro
e apagou a sua amargura no meu corpo
e despertou a sua tristeza, derramou seus olhos no meu sonho
e despertou-me.
estendeu sua asa destroçada à minha volta
e abraçou-me.
murmurou sua voz melodiosa ao meu ouvido
embalando-me

e, ao meu lado, adormeceu...

[Salah'Abd Al-Sabur]

Contigo.
Tudo, tua,
Damien disse…
O tempo nos aproxima
cada vez mais, nos reduz
a um só verso e uma rima
de mãos e olhos, na luz.

Não há tempo consumido
nem tempo a economizar.
O tempo é todo vestido
de amor e tempo de amar.

[C.D. de Andrade]

Contigo.
Todo, eu.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro