Sede



O teu aroma e as manchas nos meus lábios; bebe-se o beijo. Tenho sede, a minha sede aumenta com beijos cada vez mais profundos; o aroma ao respirar-te liberta o desejo. E nos meus lábios agora os teus lábios começam vorazmente a reunir-se em beijos que possuem.

O aroma do teu respirar liberta um intoxicante prazer; aumenta a minha sede sob os teus beijos sedentos.

Comentários

Maria disse…
vivo de ti
vives em mim
o caminho é o mesmo

é descrevermos a mesma rota
até ao fim dos dias e das noites

só o laivo da tua boca na minha
e da minha boca na tua

[A. Gancho]

Beijo-te,
Damien disse…
Sei que estou vivo e cresço sobre a terra.
não porque tenha mais poder,
nem mais saber, nem mais haver.
Como lábio que suplica outro lábio,
como pequena e branca chama
de silencio,
como sopro obscuro do primeiro crepúsculo,
sei que estou vivo,
vivo sobre o teu peito,
sobre os teus flancos,
e cresço para ti.

[E.de Andrade]

Sei que estou vivo porque te tenho.

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Lua em branco