Orbita II



Membros que se encontram entrelaçados, acaricia-me a mão lasciva; os meus ouvidos crescem surdos, os meus olhos cegos, a minha língua estava quente dos beijos libertos, curta loucura, e nós perguiçosamente pendemos na cama ardente. Eu estava desperto – o seu desejo levou-a sobre mim. O nosso prazer: devemos ficar, e o amor viver.

Comentários

Maria disse…
Amo os teus olhos e as coisas que eles vêem

a nossa música, o nosso chão,

amo este nosso amor, nu.

E amo-te.
Damien disse…
Esses minutos tão importantes, em que nos sentámos, em que nos sentimos. Apenas uns escassos minutos. E lá estavas, no mesmo sítio do meu olhar. Sorri para mim mesmo.

E amo-te.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro