Algures II



Os amantes, em quem a vida e o sol que chegam misturam a respiração, são atraídos pelo mesmo propósito – assim sou eu em ti. Algures por detrás de um deserto rebola o oceano do que somos – onde chegamos.

Comentários

Maria disse…
Os que se amam, como sonâmbulos dotados de uma segunda vista, caminham, passam um pelo outro, separam-se e voltam a juntar-se. Não se procuram um ao outro: encontram-se.

[O. Paz]

Assim mesmo. Eu sou contigo.
Tudo,
Damien disse…
O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

[A.O'Neill]

As palavras que nos beijam.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro