Into your harms II


[Masao Yamamoto]

Sonhei-me nos teus braços e que os teus olhos, aventurados nos meus, tinham despertado o meu pulso em feliz alarme, obedecendo ao seu imperioso sinal; a sua vontade urgente, a sua boca eloquente numa morada silenciosa, a pedir o que eu nunca declinaria: esquecemo-nos do mundo, vida e morte.

O teu coração batia no meu peito, quando eu, com os lábios hesitantes, cedendo, acederam ao teu pedido, palavras transcendentes, as nossas duas bocas moldadas num beijo.

Comentários

Maria disse…
Bendito seja este novo ano, aquele dia, a estação, o lugar, o mês, a hora e o país em que reencontrei o teu olhar. Bendita entrega que me habita, as palavras, o meu nome na tua boca; e as minhas ânsias, os meus silêncios, as letras escritas e, por fim, o meu pensamento, que a partilha torna vivo.

[F.M.]

vivo de ti
vives em mim
e amo-te.
Tudo,
Damien disse…
Quando eu estiver com as raízes
chama-me com tua voz.
Irá parecer-me que entra
a tremer a luz do sol.

[J.R.Jiménez]

E somos todos os elementos.
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro