Maria



Na tua presença há um prazer, circulas em mim. Quando cai suavemente o luar, um beijo alagado, um chamar ecoado. Sopram os ventos e a manhã aparece entre sorrisos. Murmuram ao mar as mais puras fontes, acenam os bisques das montanhas, tudo és para mim.

E então, enquanto balouças ao compasso cardíaco, não entregues ao destino ou à fortuna o decair do que sentes. Os anos passarão em plena felicidade, serão banidos o inconsequente carinho e a inerte tristeza ao ser amado assim.

Comentários

Maria disse…
o nosso amor faz-se de coisas destas
é o amor do amor o amor no amor
é o amor do corpo pelo corpo
do teu corpo pelo meu e do meu pelo teu corpo
no amor

vivo de ti
vives em mim

o caminho é o mesmo
é descrevermos a mesma rota
até ao fim dos dias e das noites

amo-te e digo-te amo-te e quero-te para além da morte
na vida

[A.Gancho]

Assim mesmo.
Tudo, contigo.
Damien disse…
É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.

[E.de Andrade]

E tudo é urgente, contigo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro