O sagrado



Mas tu és todas as coisas, de outra forma não serias tu. Vem aqui, mais perto; quando estiveres no círculo do meu braço terei ficado completo. Sim, beija-me uma vez mais e deixa-me sentir-te bem perto.

Foram soturnos os anos passados? E aqueles por vir, irão trazer a insuspeita felicidade às nossas vidas? Sim, eu sei-o desde a nossa primeira noite, desde o primeiro acordar ao teu lado. Essa noite musculou-nos o sentir, e acreditámos um no outro, no sagrado humano.

Comentários

Maria disse…
O sexo é sagrado,
como salgadas são as gotas de suor
que brotam dos meus poros
e encharcam nossas peles.
A noite é meu templo
onde me torno uma deusa enlouquecida
sentindo teus pelos sobre a minha pele.

Neste instante já não sou nada,
somente corpo,
boca,
pele,
pêlos,
línguas,
bocas.

E a vida brota da semente,
dos poucos segundos de êxtase.

Tuas mãos como um brinquedo
passeiam pelo meu corpo.

Então nos tornamos um...

[Cláudia Marczak]

A vida toda, contigo.
Tudo,
Damien disse…
Não víamos as letras
nem um nem outro, creio;
mas guardávamos ambos
fundo silêncio.
Por quanto tempo? Nem então
pude sabê-lo.
Sei só que não se ouvia mais que o alento,
que apressado escapava
dos lábios secos.
Só sei que nos voltámos
os dois ao mesmo tempo,
os olhos encontraram-se
e ressoou um beijo.

[G.A.Bécquer]

O alento de uma vida contigo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro