Um início



Eu sigo os meus caminhos da cidade e então, talvez, encontre a voz de uma mulher, e os seus lábios; ergo-me e volto o meu rosto para o mar, entre gente estranha e em navios errantes.

É enorme o mundo, que deverá definir os seus limites? Pode ser que eu encontre, que algures no mundo eu encontre, um solo onde os meus pés possam permanecer; e levarei comigo a mulher encontrada, e os anos perante nós.

Comentários

Maria disse…
Ele:
- Quem no mundo pode afirmar que alguma esteve unido assim a um outro Ser humano? Eu Sou Uno.
Nessa noite eu aprendi o que era o espanto. Ela levou-me a casa. E encontrei-me em casa.
Era uma vez... e portanto Será!
Terei vivido dentro dela. Somente o espanto sobre Nós, o espanto sobre o Homem e a Mulher que fez de mim um Ser humano.

Eu Sei Agora Aquilo que nenhum Anjo sabe.

in, As Asas Do Desejo

Assim..., contigo.
Tudo,
Damien disse…
e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia

[Al Berto]

Assim, contigo.
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro