O amor preciso



Se precisas de me amar, que seja por nada excepto e apenas pelo sentir. Não digas “Amo-a pelo seu sorriso, olhar, a sua maneira de falar, por um pensamento que se encaixa no meu e que traz uma sensação de tranquilidade” — pois estas coisas em si mesmas podem ser mudadas, ou mudar por ti — e o amar, assim sentido, é assim em forma bruta, pura. Ninguém ama por pena ou para secar lágrimas, uma criatura pode até esquecer-se de chorar para prolongar o seu conforto e perder assim o que sentia.

Mas amar por amor, garante a sua eternidade.

Comentários

Maria disse…
Contigo até à morte
sinto o suor
sinto-te o corpo todo nu a estremecer
sinto os laivos da tua boca
o nosso amor faz-se de coisas destas
é o amor do amor o amor no amor
é o amor do corpo pelo corpo
do teu corpo pelo meu e do meu pelo teu corpo
no amor
contigo sinto a frescura da vida
vivo de ti
vives em mim
o caminho é o mesmo
é descrevermos a mesma rota
até ao fim dos dias e das noites
só o laivo da tua boca na minha
e da minha boca na tua
nos pode dar o amor do sexo depois
e toda a eternidade
toda a alegria de viver.

[A. Gancho]

É 'o amor do amor'.
Contigo,
Damien disse…
Sei eu se quando
A tua mão
Senti pousando
Sobre o meu braço,
E um pouco, um pouco,
No coração,
Não houve um ritmo
Novo no espaço?

Como se tu,
Sem o querer,
Em mim tocasses
Para dizer
Qualquer mistério,
Súbito e etéreo,
Que nem soubesses
Que tinha ser.

Assim a brisa
Nos ramos diz
Sem o saber
Uma imprecisa
Coisa feliz.

[F. Pessoa]

Um preciso amor.
Contigo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro