O deserto do mundo



Vai, diz-lhe que desperdiça o seu tempo, que agora ele sabe, que eu também sou assim como ele parece ser. Diz-lhe que ainda é tempo e que ainda é muito novo para espiar erros cometidos, que saltaste em desertos que os homens evitam pisar, e de onde regressaste renascida.

Comentários

Maria disse…
"O medo da solidão e da morte são a própria essência do deserto. O medo de nos perdermos. O medo de todas as verdades. O medo de sermos engolidos...
Só quando o medo de estar a sós com o mais fundo de ti mesmo desaparece, só quando tocas esse fundo do deserto, só então sentes o valor de querer viver, sabes que a paixão é motor da vida e prova do medo. Como o deserto. Como tu tens sido para mim. E agora sei deste lugar que amarmos acima do medo nos faz parecer inconscientemente leves. O medo é bom para nos lembrar que é preciso um chão para segurar a paixão."

[Carlos Quiroga]

Sim, como tu tens sido para mim.
Tudo, muito.
Damien disse…
Cedros, abetos,
pinheiros novos.
O que há no tecto
do céu deserto,
além do grito?
Tudo que é nosso.

São os teus olhos
desmesurados,
lagos enormes,
mas concentrados
nos meus sentidos.
Tudo que é nosso
é excessivo.

[David Mourão-Ferreira]

Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro