O rio



Quem provou néctar evita o vinho; eu pensava já ter amado antes mas, desde que senti os teus lábios nos meus, sei que era outra coisa qualquer. Há apenas um para cada entre a humanidade que apenas os afortunados se encontram.

Comentários

Maria disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse…
Eu nunca imaginara, nem mesmo em sonhos, que o amor pudesse ser uma plenitude tal. Nunca sentira, nem mesmo nos momentos de maior satisfação, nada de semelhante...
Eu já sentira, noutras ocasiões, um pouco disto ou daquilo; não sentira, porém, tudo e tão intensamente...

[Jorge de Sena]

Assim mesmo, contigo.
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro