Espera V



Assim viveu e fortaleceu-se com os dias, iluminado por si mesmo, como um diamante vivo a arder na escuridão. Então chegou uma miragem do amanhecer: ela nadou na sua direcção em sumptuoso triunfo, voluptuousamente.

Uma graciosidade madura, serena, pendurada ao radiar do seu próprio movimento. O seu lábio pode libertar uma vida enrrugada. Os seus olhos são a omnipotência do amor.

Comentários

Maria disse…
Quanto, quanto me queres? - perguntaste
Olhando para mim mas distraída;
E quando nos meus olhos te encontraste,
Eu vi nos teus a luz da minha vida.

Nas tuas mãos, as minhas, apertaste.
Olhando para mim como vencida,
«...quanto, quanto...» - de novo murmuraste
E a tua boca deu-se-me rendida!

Os nossos beijos longos e ansiosos,
Trocavam-se frementes! - Ah! ninguém
Sabe beijar melhor que os amorosos!

[A. Botto]

Exactamente assim, muito.
Tudo,
Damien disse…
É um sonho esta vida,
mas um sonho febril de um instante único.
Quando dele se acorda,
vê-se que tudo é só vaidade e fumo...
Oxalá fosse um sonho
bem profundo e bem longo,
um sonho que durasse até á morte!...
Eu sonharia com o meu e teu amor.

[G.A.Bécquer]

É uma coisa real esta vida.
Contigo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro