O que sinto



A fonte oculta da vida e o desejo do ser. Dourado, segregado, previsto no fogo interior, em toda a coisa viva, em cada pensamento dado pelo impulso humano. A moeda do céu, a fortuna terrena, o dom mais raro e a felicidade de maior valor. A única que procura não uma falha mas cada pequena virtude. A única riqueza que não diminui com o uso. A única coisa com o poder de induzir a vontade do homem acima de tudo o resto. A única força a agradecer por tudo e a conquistar a mente humana.

Comentários

Maria disse…
"Assim é este amor que tudo compreende e tudo pode."

[F.M.]

Amo-te,
Damien disse…
Um sentir sem limites, nem os do coração humano, nem os da vida, e que surge ainda maior no despertar da terra.

Amo-te.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro