Velocidade de passagem



Quando a amadurecida nota do prazer seduzindo me leva a ti, flutuando entre horas brancas; o teu sorriso desenha o caminho. Tu vieste, eu discerni a temperança do que sentia, o meu caminho em redor, um pilar dado quando tudo era tempestade, noite e raiva.

Na hora da extrema necessidade, da nossa natureza, quando aparecem desconhecidos mundos sombrios e se ensaiam cenas irreais. Lança-se o nosso ser a toda a velocidade.

Comentários

Maria disse…
«Descobri que tinha asas como uma pêra
que desce. E a essa velocidade
voava para mim aquela cidade do mapa.

E que eu amo lentamente até ao fim...»

[Herberto Helder]

Sempre.
Contigo,
Damien disse…
O meu tesouro és tu
eternamente tu
não há passos divergentes
para quem se quer encontrar...

[J.Palma]

És tudo.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro