Imagens



Entre as tuas mãos, a minha vida moldada como barro húmido até à forma perfeita, amanhã celebrada em climas orientais. A tua vida é o meu ritmo: deixa que cada sopro tenha a arte do que se sente. Tal como em tempos para lá dos mares, eram feitos com incrível habilidade.

Amores, demónios, anjos caídos; assim o possa esculpir a tua mão, que faça o que quiser; que preencha a divisão luminosa, a sublime divisão onde entras. E em cada recanto nos encontras.

Comentários

Maria disse…
"Estar contigo ou não estar contigo é a medida do meu tempo."

Jorge Luís Borges

É assim mesmo.
Tudo,
Damien disse…
Quando estás vestida,
Ninguém imagina
Os mundos que escondes
Sob as tuas roupas.

[M.Bandeira]

Ah pois é.
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro