Alienação II



E com o amanhecer a visão regressou a um cérebro agitado e recorrente: pensar o seu corpo, quente e pálido, passar a noite entre braços; foi-lhe concedido por surpresa, com aquele olhar, os segredos da sua beleza, que poderia nunca ver: ele que diz amar, ele que encontra nela um meio-esquecido ponto de vista.

Comentários

Maria disse…
"A roupa dói-nos porque, embora
nos cubra a pele, é dentro
do espírito que estão os tecidos amarrados..."

Luís Miguel Nava

Beijo-te,
Damien disse…
"Vem, serenidade!
faz com que os beijos cheguem à altura dos ombros
e com que os ombros subam à altura dos lábios,
faz com que os lábios cheguem à altura dos beijos."

[Raul de Carvalho]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Lua em branco