Procurador



Todos os meus olhares te espreitam, incansáveis de te descobrir. Entristeço-me ao não te ver; diz-me o que prenuncia esse sorriso? Que coisa está escondida entre a porta meio aberta? Diz-me quem é, agora ao virar da esquina.

Procuro diariamente os teus olhos desconcertantes e, ansioso por encontrar o que procuro, estremeço ao dizer o teu nome.

Comentários

Maria disse…
"o seu olhar trespassa-a"
António Franco Alexandre

Amo-te,
Damien disse…
"Amar anarquicamente
pelas leis que o amor ditar
com seu curso e seus desvios,
amar os cambiantes do amor
que derruba o dever ser
e os moldes que nos tolhem
em busca da forma única
que é contida e contém
quando o amor é maior
e iguala a própria vida."

[Angela Santos]

Amo-te,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro