O que sinto IV


É o impulso do mundo, e de todas que o conhecem e o seguem. O Homem, no turbilhão das suas paixões geradas; a Terra, de peito pulsante por beijos ardentes. É a única coisa que paga para nascer, ou torna a morte benvinda. Esta bela, triste e perplexa Terra, tem pena de quem não o conhece. Sim, o amor.

Comentários

Maria disse…
"é mesmo de crer que ele esteja já dentro de ti - e algo de mim com ele." Luís Miguel Nava

Beijo-te,
Damien disse…
"Nomeei-te no meio dos meus sonhos
chamei por ti na minha solidão
troquei o céu azul pelos teus olhos
e o meu sólido chão pelo teu amor"

[Ruy Belo]

Abraço-te,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo