O inestimável prazer


Uma nota de música suspensa, uma nuvem que termina na minha avenida, uma mão bronzeada, a voz de quem amas, um parágrafo, destroça assim a minha defesa lentamente forjada e, uma vez mais, fico perante o inestimável prazer de assim te desejar.

Comentários

Maria disse…
Nem sempre me incendeiam o acordar das ervas e a estrela despenhada

- Porém, tu sempre me incendeias.
Porque é de ti que me vem o fogo.

E em ti
principiam o mar e o mundo.

Herberto Helder

Beijo-te,
Damien disse…
"Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza."

[Pablo Neruda]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Do meu universo