O regresso II


Arrependeu-se, de volta relutante; penso que alguém o terá acompanhado pelo caminho. O seu rosto era pálido e estreito; falava como se estivesse a pedir. Claro que o deixou entrar. E, desde o seu delicioso regresso, celebrou o dia, o modo como chegou, o encontro das mãos ao primeiro toque.

Comentários

Maria disse…
"Nessa noite aprendi o que era o espanto. Ela levou-me a casa. E eu encontrei-me em casa. Era uma vez... Era uma vez e portanto será!" in, Der Himmel über Berlin

Beijo-te,
Damien disse…
"Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo."

[Pablo Neruda]

Tu és.

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo