Viagens de si


Para onde corre a água? Pela areia chega ao mar, desejosa de entrelaçar as ondas que se quebram sobre praias selvagens e livres de quaisquer vestígios de passagem humana. Como corre a água ao afastar-se? Como música através de portas meio fechadas, como um sorriso nas escadas.

É uma viagem pura, plena, livre; como a própria vida humana que se escreve daqui à eternidade.

Comentários

Maria disse…
"vai-se aprendendo, sabemos umas coisas, temos intuição de outras, coisas que nunca se exprimem, sentem-se, vivas nos cascos da nossa eternidade passageira, murmurejos de amor..."

Ruben A. in, Silêncio para 4

Beijo-te,
Damien disse…
"Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza."

[Pablo Neruda]

Beijo-te,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro