Declaração


"They follow the disappearance of the shadows, the dawn; looked at each other and smiled as the wind sighs. Both, one."

É coisa rara esta de declarar assim o amor por alguém. Mais depressa se declara um amor pelo gato, cão, cantor favorito ou par de sapatos. Não, as declarações de amor não são ridículas; ridículo é não dizer o que se sente. É tão fácil, experimentem lá. Querem ver?

Amo-te, Maria.

Comentários

Maria disse…
"amo-te e digo-te amo-te e quero-te para além da morte na vida
estou sempre à tua espera para te amar e dizer tu és o meu nome o meu fim"

António Gancho, in O Ar da Manhã

E beijo-te,
Damien Hamson disse…
E beijo-te e amo-te ainda mais.

Mensagens populares deste blogue

Verdade

Limpeza

Aqui mesmo