Verdade

Foto: Fernando Morgado
O que guardo de ti não é da ordem da verdade mas sim da física: os teus joelhos, sabor de vinho na língua, perfume nos braços, olhar e voz que me abrasam; não se apagarão. Isso é só meu.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Limpeza

Lua em branco