De chuva



Chove... espera, não durmas. Fica atento ao que diz o vento, e ao que diz a água que golpeia os vidros. Espera, não adormeças. Escuta o ritmo da chuva. Apoia entre os meus seios a tua cabeça.

Comentários

Maria disse…
...
Deitados nus, na cama, lado a lado, ela, com a cabeça pousada no meu peito,... com os dedos no cabelo dela, lhe afogava as palavras contra a minha pele, em beijos que subiam até à boca...

[Jorge de Sena]

No vento ou numa gota de chuva...
Tudo,
Damien disse…
"Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca..." [Alexandre O'Neill]

Obrigado...
Tudo,

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro