São as flores escolha do Inverno?



São as flores escolha do Inverno?

Ela parecia ouvir a minha voz sussurrada. Nunca tinha visto uma face assim e fiquei quieto a espreitá-la. O meu sentir tinha deixado a sua morada e nunca mais regressaria sozinho.

Comentários

Maria disse…
eu pensei
mas conheço-a tão bem
vivemos juntos há tanto tempo

conheço
a sua cabeça de pássaro
os seus braços brancos
e o seu ventre

até que um dia
num fim de tarde de inverno
sentou-se à minha frente
a à luz do candeeiro
por detrás de nós
vi uma orelha rosada

uma cómica pétala de pele
uma concha com sangue vivo
por dentro

não disse nada então -
teria sido bom escrever
um poema acerca duma orelha rosada
mas não as pessoas diriam
que assunto foi ele escolher
está a tentar ser excêntrico

pelo que ninguém sorriria
pelo que eles compreenderiam que eu proclamo
um mistério

não disse nada
mas nessa noite quando estávamos juntos na cama
delicadamente provei
o gosto exótico
de uma orelha rosada

[Z. Herbert]

Assim..., tudo muito.
Contigo,
Damien disse…
Conheço o sal da tua boca, o sal
da tua língua, o sal de teus mamilos,
e o da cintura se encurvando de ancas.

A todo o sal conheço que é só teu,
ou é de mim em ti, ou é de ti em mim,
um cristalino pó de amantes enlaçados.

[Jorge de Sena]

Conheço-me em ti.

Mensagens populares deste blogue

Lua em branco

Deslamento

Quatro